Mar da Tranquilidade.




Autora: Katja Millay
Editora: Arqueiro
Páginas: 368

Nastya teve que enfrenta um drama aos 15 anos e isso levou a jovem a ser uma garota agora com 17 anos cheia de traumas, a garota não fala, quando li a sinopse eu achei que ela era muda mais não é bem isso , ela simplesmente decidiu não fala depois de um acontecimento ruim, e então, decidida a não mais se lembra do seu passado ela se muda de cidade e vai mora com sua tia Margot, Ela está tentando reconstruir sua própria identidade e superar o transtorno que a sua vida está. Quando ela começa a estuda em sua nova escola ela conhece o Josh, o garoto é órfão e aprendeu a se vira sozinho muito cedo, ele acha que já conseguiu superar suas perdas e tenta bloquear qualquer tipo de vínculo afetivo que alguém tenta manter com ele.
Quando eles se conhecem são ligados imediatamente pelo o histórico de tragédias que os dois tiveram que enfrenta ao longo de suas vidas, eles passam então a se encontrarem na garagem da casa onde Josh mora e ali eles vão descobrir que talvez as imperfeiçoes que existe nos dois são a coisa mais perfeita que poderia liga-los, juntos eles vão se ajudando a superar e aceita o rumo que suas vidas tomaram.
Josh é solitário, decido e muito maduro para sua idade, já Nastya é um turbilhão de emoção, juntos eles são a perfeita combinação do acaso e da tragédia, formam um casal nada tradicional deixando assim o leitura cada vez mais interessante.

“Não sei ao certo quanto tempo ficamos sentados na caminhonete de Josh, de mãos  dadas, cercados pela escuridão e por arrependimentos silenciosos. Mas foi o suficiente para saber que vale mais a pena me agarrar á mão dele do que quaisquer histórias ou segredos no mundo.”
A leitura é fluida, rápida e sensacional a autora não dá soluções maravilhosas para os personagens ela preferi fazer com que os acontecimentos ruins sejam o ponto inicial do amadurecimento dos mesmos e isso simplesmente me cativou, a narrativa vai se alternando entre Josh e Nastya e assim é possível vê como cada um está se sentindo, como eles estão lidando com tudo isso, é um livro muito bem elaborado, rico em detalhe e nada previsível.
Uma leitura simplesmente surpreendente.


Sinopse Original:
Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele.

A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida. À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é isso mesmo que ele quer.


Eleito um dos melhores livros de 2013 pelo  School Library Journal, Mar da Tranquilidade é uma história rica e intensa, construída de forma magistral. Seus personagens parecem saltar do papel e, assim como na vida, ninguém é o que aparenta à primeira vista. Um livro bonito e poético sobre companheirismo, amizade e o milagre das segundas chances.

Um comentário

  1. Parece ser um livro realmente muito bom
    Intenso e cheio de emoções, gostei da dica
    Já estou seguindo ;)

    Beijos
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Criticas e Sugestões serão bem vindas!!!